30 de set de 2009

Escola Municipal Dinarte Mariz tem projeto selecionado pela FAPERN

Escola Dinarte Mariz tem projeto selecionado pela FAPERN


A escola Dinarte Mariz, preocupada com a formação integral dos seus aprendentes, vem adotando, como prática pedagógica, o trabalho por projetos. Percebendo o potencial dessa estratégia na construção da aprendizagem, a escola acredita que os projetos possibilitam o desenvolvimento de competências, habilidades e atitudes essenciais à convivência social atual, tais como: autonomia; responsabilidade; diálogo; criatividade; cooperação; construção e reconstrução de conceitos etc.. Nos projetos, o aluno interage com o conhecimento, transforma-o, critica-o, reflete sobre ele e sobre o seu próprio aprender, aplica-o à sua realidade cotidiana, tornando-se seu autor, exercendo, assim, sua cidadania na escola, na própria aprendizagem e, como consequência, na própria vida.
Por essa razão, a escola concorreu, junto com outras escolas municipais e estaduais a uma seleção de projetos, parte do programa Difusão e Popularização da Ciência e Tecnologia no Estado do Rio Grande do Norte - Eventos e Feiras, promovida pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Norte - FAPERN, sendo contemplada com apoio financeiro para desenvolver as ações propostas em um dos projetos realizados na escola - Doenças causadas pela contaminação das águas: o caso das comunidades urbanas ribeirinhas de Mossoró/RN.
Conforme edital da FAPERN, a iniciativa busca, entre outras coisas, estimular e realizar feiras de ciências, popularizando a Ciência e a Tecnologia e, ao mesmo tempo, tornando mais democrática a informação sobre a produção do conhecimento no RN. Em Mossoró, apenas duas escolas municipais, entre as concorrentes, conseguiram a aprovação dos projetos.
Com esse projeto, a escola procura educar e conscientizar a comunidade escolar e local, tendo em vista sua proximidade com o rio Apodi/Mossoró e as situações de enchente vividas durante o período de inverno, oferecendo informações, para que ela reconheça as principais doenças provocadas pela água contaminada do rio, evitando-as. O projeto, que envolve toda a escola, constitui-se de várias ações, entre as quais: formação de um grupo de alunos-multiplicadores; palestras; oficinas (pintura, epidemiologia e fotografia); caminhada ecológica; blitz educativa; pesquisas; exibição de vídeos; realização de dramatizações; elaboração e confecção de materiais educativos (panfletos, cartazes, cartilhas etc.); aplicação de questionário na comunidade; concurso de redação; coleta seletiva; visita aos postos de saúde da comunidade, entre outras.
Nos dias 11 e 18/09, nos turnos matutino e vespertino, respectivamente, a escola promoveu uma palestra com o professor da UnP e da Faculdade de Medicina da UERN, Fausto Pierdoná Guzen, que já desenvolve uma pesquisa sobre o tema “Doenças causadas pelas águas contaminadas do rio Apodi/Mossoró”. Thiago Silveira, responsável pela dinamização da Sala Verde e de ações voltadas ao Meio Ambiente, foi quem ajudou na organização da palestra.
No dia 17/09, houve o evento de socialização das concessões, pela FAPERN, em Natal. A escola esteve representada pela sua gestora, Odete Freire e pela coordenadora do projeto, a professora Socorro Souza. Abaixo slides com fotos da palestra.


Nenhum comentário: